Como funciona o cooler e evite superaquecimento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Como funciona o cooler e evite superaquecimento

Mensagem por Pandora em Dom Jun 01, 2008 10:22 pm

Conheça melhor este componente indispensável em qualquer computador e saiba como evitar calor em excesso na sua máquina.



Há quem diga que o grande problema da informática sempre foi e sempre será o do aquecimento de componentes. O desafio da evolução tecnológica estaria em conciliar melhor desempenho e ao mesmo tempo evitar uma geração excessiva de calor que pode, na pior das hipóteses, queimar e inutilizar componentes do PC.

É exatamente para isso que existem os coolers, que também são chamados de fan. Eles são dispositivos com a única e exclusiva função de dissipar o calor gerado pelo funcionamento do computador.

O cooler absolutamente indispensável é o usado para o processador. Ele é composto de duas partes: o dissipador e a ventoinha. O dissipador nada mais é do que uma placa de alumínio que vai absorver o calor gerado pelo funcionamento da CPU.

Esse dois componentes se ligam por uma pasta térmica que vai fazer a condução do calor eficientemente (em alguns casos, usa-se uma fita adesiva que se derrete, transformando-se nessa pasta). Assim, se diz que o dissipador faz um papel passivo no resfriamento. A ausência da pasta pode prejudicar o processo de resfriamento

Já a ventoinha faz um trabalho ativo nesse processo. Funcionando como um ventilador, ela joga ar frio no conjunto para resfriá-lo. Assim a placa de metal se resfria, mantendo sua capacidade de dissipar calor da CPU. Alguns gabinetes trazem outros coolers cuja função é fazer circular o ar quente interno para o exterior do equipamento, atuando como uma espécie de exaustor.

Apesar de não serem tão comuns, existem também coolers para outros componentes do computador que não o processador. Por exemplo, para a placa de vídeo ou para resfriar todo o sistema de uma maneira geral. Eles são necessários apenas em casos específicos, como os supercomputadores de altíssimo desempenho usados por gamers.

Outro tipo específico de cooler, são os projetados para notebooks. Sérgio Amaral, gerente de produtos da Cooler Master diz que, de uma maneira geral, o sistema de resfriamento de laptops não é o ideal, o que pode, no limite, levar o sistema a travar. “Os usuários pensam erroneamente que é um problema de sistema operacional, mas trata-se de superaquecimento”, afirma.

O que causa o problema nesse caso é o tamanho reduzido do portátil, que obriga o cooler a ter dimensões e eficácia menores se comparados ao de um desktop.

A indústria de processadores vem trabalhando para obter processadores cada vez menores, mais potentes e que gerem menos calor. Alguns resultados muito importantes foram alcançados com os chips de mais de um núcleo.

Enquanto a equação perfeita não é alcançada, a indústria de eletrônicos se movimenta para resolver o problema. É o caso de um perifério específico (veja imagem) para uso com notebooks. Você o conecta na entrada USB e o encaixa sob o notebook, como uma base. As ventoinhas existentes no dispositivo têm a função de jogar ar frio pra dentro do portátil, através das aberturas quase sempre localizadas na base do notebook.


Coolers de acessório têm a função de resfriar computadores portáteis

No entanto, Sérgio Buch Junior, supervisor de produtos da LG tem outra visão sobre o problema. Ele afirma que tais periféricos têm uma função muito mais ergonômica, no sentido de facilitar a digitação no notebook, pois este fica mais elevado com o equipamento. E relativiza sua função de resfriamento: “A não ser que se trate de erro de projeto (...) o produto já é feito para funcionar sem essa base”.

Buch Junior chama atenção para um outro problema dos notebooks. Devido a sua grande mobilidade, é muito comum o uso do laptop em locais inadequados, sem espaço lateral ou inferior para circulação de ar, até obstruindo as ranhuras que servem para ventilação.

Papel do usuário

Justamente em relação à alocação do computador, o usuário também pode e deve adotar algumas posturas que evitam um aquecimento excessivo no processador e no PC de uma maneira geral.

Não é recomendado que seja colocado dentro de cômodas ou armários. O ideal é que o gabinete tenha livre um raio de cerca de 15 a 20 cm em todos os lados, para efeito de circulação de ar. Um caso emblemático e bem prejudicial é quando se tem o gabinete deitado e o monitor posicionado em cima dele. Além de impedir o contato de ar em uma área considerável, o monitor ainda irá acrescentar mais calor (gerado pelo periférico) aos componentes do PC.

Um outro aspecto muito importante é o de procurar não fazer o chamado ‘overclocking’ na CPU, pois o aquecimento é proporcional à potência do processador. Sérgio Amaral, da Cooler Master, coloca que “quem utiliza o processador numa freqüência normal não vai ter problemas”.

Fte.

flower
avatar
Pandora
Col
Col

Mensagens : 400
Data de inscrição : 09/01/2008
Idade : 29
Localização : Dentro de uma Bomba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como funciona o cooler e evite superaquecimento

Mensagem por zeldabr em Qua Jun 04, 2008 6:27 pm

esse problema de resfriamento é uma coisa irritante mesmo, ate que o dos cpu ja ta resolvido. ainda tem que resolver da placa de video, a maioria ja vem com cooler mas nao suporta....

bem explicado

irei mover para area de tutorial

valeu
avatar
zeldabr
Admin
Admin

Mensagens : 291
Data de inscrição : 08/01/2008
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://xtwx.mrforum.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum